Michael Kiske Brasil :: O Site Brasileiro!
Conecte-se para visualizar o site livre de propagandas , ter acesso à todas as áreas do fórum e participar do Fã Clube Brasileiro de Michael Kiske.




Angra

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Qua Fev 11 2009, 07:10

História

A banda foi criada em 1991 pelo empresário Antônio "Toninho" Pirani, proprietário da revista Rock Brigade e do selo Rock Brigade Records. Toninho convocou músicos de renome do mercado como o vocalista Andre Matos, com quem já tinha trabalhado nos seus tempos de Viper. A idéia era aproveitar a onda do Power Metal (ou Metal Melódico como o gênero ficou conhecido no Brasil) que estava bastante popular na Europa, Japão e no Brasil graças a nomes como Helloween e Gamma Ray, porém com uma identidade e influências brasileiras.

O nome significa deusa do fogo na mitologia tupiniquim, além de significar uma pequena enseada ou baía usada como porto natural. Além disso, também foi escolhido por parecer com o adjetivo em inglês angry, que significa "raivoso".

O quinteto ensaiou praticamente por um ano para lançar sua primeira demo tape, intitulada Reaching Horizons em 1992. No ano seguinte, ainda desconhecidos do grande público, o Angra viajou para a Europa para gravar seu primeiro LP, Angels Cry. Considerado por muitos o melhor álbum da banda, Angels Cry obteve ótima repercussão tanto no Brasil como no exterior (principalmente no Japão, onde a banda alcançou uma marca de mais de 100 mil cópias vendidas), graças à inteligente mistura de heavy metal e música clássica, sonoridade que marcou o estilo da banda. Pouco antes das gravações do álbum, Marco Antunes deixou a banda, o que fez com que a bateria fosse gravada por Alex Holzwarth. Em seguida, Ricardo Confessori assumiu as baquetas do Angra.

Depois de passar o ano de 1994 excursionando pelo Brasil, o Angra iniciou as gravações de seu novo álbum CD em 1995. Holy Land, lançado em 1996, é o disco que trouxe à tona diversas influências brasileiras, sem, no entanto, deixar de lado o peso e a técnica do heavy metal. Isso valeu à banda ainda maior reconhecimento internacional, culminando em shows por diversos países europeus, como Itália, França e Grécia, além de proporcionar ao grupo mais um disco de ouro (100 mil cópias) no Japão. No início do ano seguinte, a banda faria sua primeira turnê pelo Japão, um dos países no qual são mais populares. Como conseqüência de tantos shows bem sucedidos, foi lançado em 1997 o EP Holy Live, com quatro faixas ao vivo gravadas em Paris. A banda teve o videoclipe da canção "Make Believe" indicado para o MTV Video Music Awards de 1997, acabando como um dos mais votados.

O ano de 1998 marcou o início de mais uma produção do Angra. Com Chris Tsangarides na produção (que trabalhou, entre outros, com Helloween e Judas Priest), a banda antecipou seu próximo álbum com o single de três canções Lisbon, lançado em julho daquele ano. O álbum completo, intitulado Fireworks foi lançado em setembro do mesmo ano, mostrando a banda menos voltada para os ritmos brasileiros e mais dedicada ao heavy metal. Durante a turnê do álbum, os problemas de relacionamento com o empresário Antônio Pirani se agravaram, resultando em conflitos internos.

Mesmo fazendo muito sucesso (os 3 primeiros álbuns do Angra superaram a marca de 1 milhão de cópias vendidas, segundo o site andrematossolo.com.br) os problemas fizeram com que a banda se separasse em 1999.

Reformulação

Após diversos desentendimentos com Pirani, Andre, Ricardo e Luís saíram da banda em 1999 e no início de 2001, uma nova formação era anunciada com Aquiles Priester (bateria), Edu Falaschi (vocal) e Felipe Andreoli (baixo). A seleção dos novos músicos envolveu critérios rigorosos, sendo que os novos integrantes foram escolhidos em função de suas experiências anteriores, da técnica apurada e do perfeito entendimento musical e pessoal que surgiu logo após os primeiros ensaios.

Assim, após muita expectativa, o Angra voltou às atividades no ano de 2001 com o lançamento mundial do disco Rebirth no mês de outubro. O nome do álbum, que significa renascimento em português, remete à nova fase vivida pela banda a partir do primeiro semestre daquele ano e foi gravado no Brasil e na Alemanha pelo renomado produtor Dennis Ward.

O quinteto ingressou num intenso processo de divulgação do disco, realizando em várias capitais brasileiras (quebrando recordes de público em quase todas elas) e na América do Sul, culminando com um show na casa Via Funchal, na cidade de São Paulo, em 15 de dezembro. A apresentação do quinteto foi cercada de uma cuidadosa produção, com vários detalhes como efeitos pirotécnicos e iluminação requintada, que surpreenderam a platéia. Nesse mesmo show, diante de um público que praticamente lotou as dependências da casa, o Angra recebeu Disco de Ouro por ter alcançado vendas superiores a 50 mil cópias no Brasil, já que se trata de artista considerado internacional pelo mercado fonográfico. Em menos de dois meses, Rebirth já havia atingido o expressivo número de 100 mil cópias vendidas em todo o mundo.

Em janeiro a banda voltou ao estúdio, novamente sob o comando de Dennis Ward, para gravar o mini-álbum Hunters And Prey e a canção Kashmir para um tributo ao Led Zeppelin. O álbum trazia algumas faixas novas, além de versões acústicas das canções Rebirth e Heroes of Sand. Trazia também um cover de Genesis, com a canção Mama. Logo após as gravações, a banda ainda participou de um show ao ar livre em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo, no dia 25 de janeiro, realizado no Center Norte, contando com um público de cerca de 12 mil pessoas.

Depois de participar de inúmeros programas de rádio e de TV (com destaque para uma aparição no Altas Horas, da Rede Globo, e Musikaos, da TV Cultura), o Angra finalizou a edição do primeiro vídeo clipe do disco Rebirth. A canção escolhida foi a faixa título, e tem como base as imagens gravadas no show acima citado, realizado em São Paulo.

O Angra via o surgimento dos resultados de todo esse trabalho ao ser aclamado por praticamente toda a imprensa especializada do Brasil nas tradicionais votações dos leitores de “Melhores de 2001”, além de receber considerável votação também dos leitores da imprensa internacional, especialmente no Japão, naquela que é considerada uma das maiores publicações do gênero de todo o mundo, a revista Burrn! (veja resumo anexo).

Turnê pela Europa

Em março do mesmo ano a banda embarcou para mais uma turnê pela Europa. Foram 18 apresentações em sete países: Itália, Alemanha, França, Espanha, Holanda, Bélgica e Suíça, sempre contando com o Silent Force como banda de abertura. Como saldo, aconteceu uma repetição do que já havia ocorrido na América Latina, ou seja, uma repercussão altamente positiva. Os novos integrantes foram muito bem recebidos pelo público europeu e mostraram entrosamento invejável em cena. Por tudo isso, o Angra realçou sua posição de destaque no continente europeu.

De volta ao Brasil, no início de abril foi retomada a turnê sul-americana, com três grandiosos shows no interior de São Paulo que totalizaram público de cerca de 5 mil pessoas. Em paralelo, novos produtos com a marca Angra chegaram ao mercado. Um deles é o songbook de Rebirth, com as partituras e tablaturas para guitarra de todas as canções do disco. O livro, de 116 páginas, traz ainda um glossário explicando as principais figuras utilizadas nas tablaturas, facilitando sua utilização por músicos ainda pouco familiarizados com essa simbologia. Também foi lançada, em edição limitada produzida pelo fã-clube do Angra, uma fita VHS com cerca de 80 minutos de duração trazendo o show que a banda realizou no Rio de Janeiro e cenas extraídas dos arquivos pessoais dos músicos da banda.

Em maio foi lançado o EP Hunters and Prey, que, a exemplo de Rebirth, tem arte de capa assinada pela artista plástica portuguesa Isabel de Amorim. O disco conta com oito canções e mais uma faixa interativa, com o clipe da canção Rebirth. Dentre as canções, encontram-se novas composições, versões acústicas, um cover para a canção Mama, do Genesis, e uma versão da canção Hunters And Prey com letra em português, que recebeu o título Caça e Caçador.

Antes de embarcar para mais uma empreitada internacional, a banda gravou uma versão heavy metal e um clipe da canção Pra Frente Brasil. O vídeo foi exibido pelo canal esportivo SporTV durante a Copa do Mundo de 2002 e continua sendo veiculado no canal Multishow.

Em junho a banda esteve mais uma vez no Japão, onde fez cinco apresentações nas cidades de Nagóia, Tóquio, Osaka e Hiroshima, entre os dias 19 e 24. Os shows, ocorridos na mesma época da campanha vitoriosa da seleção brasileira na Copa do Mundo, obtiveram enorme sucesso junto ao público. No dia 14, o Angra foi a primeira banda de heavy metal sul-americana a se apresentar em Taiwan, em um show inesquecível na cidade de Taipé.

Divulgação na mídia

Toda essa repercussão refletiu no Brasil, onde o Angra teve grande exposição na mídia. Várias rádios, como 89FM e Brasil 2000 (São Paulo), FM98 (Belo Horizonte), Cidade (Rio de Janeiro) e Cidade e Transamérica (Recife), incluíram canções do quinteto em sua programação. Também na TV o grupo teve ampla exposição, como nos programas Zapping Zone (Disney Channel, do qual participou duas vezes), Pirata Urbano (AllTV, no qual o bateu recorde de audiência do programa e ganhou uma reprise na semana seguinte), Programa do Jô (Rede Globo) e uma nova participação no Altas Horas (Rede Globo).

No segundo semestre, o Angra participou com destaque em dois dos principais festivais de verão europeus. O grupo tocou no dia 27 de julho no Rock Machine, na Espanha, e no dia 2 de agosto no tradicional Wacken Open Air na Alemanha, em apresentações consagradoras. Na volta, a banda prosseguiu em sua maratona de shows, se apresentando em diversas cidades brasileiras e visitando outros países sul-americanos como Equador e Colômbia. Em novembro quebraram mais uma barreira ao finalmente se apresentar pela primeira vez nos Estados Unidos e no Canadá.

Com um show para cerca de 7 mil pessoas no Credicard Hall em dezembro de 2002, o grupo promoveu o lançamento do CD ao vivo e do DVD Rebirth World Tour Live In São Paulo, coroando o encerramento da turnê mundial, que totalizou mais de 100 shows realizados no Brasil, América Latina, América do Norte, Europa e Ásia. O resultado de todo esse trabalho refletiu-se nas vendas: a primeira tiragem do CD, em embalagem Digipak, teve suas 15 mil cópias totalmente vendidas, assim como a primeira edição do DVD, com 10 mil cópias, que também esgotou-se rapidamente e alcançou a marca de terceiro DVD mais vendido do Brasil através do site Som Livre.

Fizeram parte do fecho da turnê mundial três grandes festivais de verão europeus, Viña Rock (Espanha, em 3 de maio), Sweden Rock (Suécia, em 7 de junho) e Gods Of Metal (Itália, em 8 de junho), nos quais a banda teve oportunidade de mostrar sua apresentação para dezenas de milhares de fãs. Na Espanha, eles se apresentaram em um festival aberto a diversos estilos musicais, atraindo assim a atenção de um público muito mais eclético. Já o festival sueco é considerado um dos maiores e mais bem organizados do mundo, apresentando desde novos e velhos talentos do cenário do rock pesado. O festival italiano, como o nome diz, sempre apresenta os principais nome do heavy metal mundial. Finalizando a turnê, o Angra foi a atração principal do Festival Pop Rock, considerado o maior evento do gênero no Brasil, realizado em 9 de agosto em Belo Horizonte. A banda foi a mais votada para participar do festival em escolha promovida junto aos ouvintes da FM 98 daquela cidade.

Temple of Shadows

Em 2004 foi lançado Temple Of Shadows, um álbum conceitual que narra a saga de um cavaleiro das Cruzadas conhecido como The Shadow Hunter, e que se passa no final do século XI. O encarte que acompanha o disco chama a atenção logo no primeiro momento. Além da complexa arte, assinada novamente por Isabel de Amorim, ele possui formatação de livro, narrando a história por trás das letras. Antes de cada letra de canção há pelo menos um parágrafo explicando a situação ou os fatos que se passam em cada canção. Dennis Ward foi novamente chamado para gravar, produzir e mixar este álbum.

Mais uma vez, houve a preocupação em inserir elementos da canção brasileira no som da banda. Há, inclusive, uma faixa com partes cantadas em português, na voz do cantor Milton Nascimento. Além dele, outros convidados especiais que participaram do projeto incluem os vocalistas Kai Hansen (Gamma Ray e ex-Helloween), Hansi Kürsch (Blind Guardian), Sabine Edelsbacher (Edenbridge); o percussionista Douglas Las Casas, a pianista Sílvia Góes, um quarteto de cordas para as partes orquestradas e o violoncelista Yaniel Matos.

A banda foi a vencedora de diversas votações dos Melhores de 2004 realizadas junto aos leitores das principais revistas especializadas do Brasil, como Rock Brigade, Roadie Crew, Valhalla, Disconnected e do exterior, como as japonesas Burrn! e Young Guitar. Isso também se deve ao fato de o álbum ter alcançado ótimas vendagens, sobretudo no japão, onde o álbum atingiu menos de 20 mil cópias em uma semana, e também no Brasil (50 mil cópias). A vendagem total do álbum ultrapassou as 200 mil cópias.

No ano de 2005, dezenas de shows foram feitos pelo mundo (acrescentados aos do ano anterior, que fizeram com que a Temple of Shadows Tour tivesse mais de 100 concertos realizados), inclusive com a abertura do Nightwish no Japão. Nesse mesmo período, enquanto a banda continuava fazendo shows a todo o vapor, muito se falava de uma suposta briga entre seus integrantes e uma possível separação.

Aurora Consurgens

Após meses de espera, e também após especulações sobre um DVD, é lançado em novembro de 2006, o álbum Aurora Consurgens caracterizado por ser uma comemoração dos 15 anos da banda e possuir elementos de todos os seus discos anteriormente lançados (coisa que se refletiu na turnê). Baseado no livro homônimo, o álbum possui mais uma vez a capa feita pela portuguesa Isabel de Amorim e aborda uma temática mais voltada aos distúrbios mentais e psicológicos, mas é considerado pelos fãs, o disco mais fraco do Angra.

Segunda Crise

Além da baixa repercussão do Aurora Consurgens, brigas internas e discussões com o empresário Toninho Pirani, levaram novamente o Angra às manchetes dos principais órgãos de imprensa roqueiros.

Para piorar a situação, Pirani também se envolveu em diversos problemas (inclusive legais) que culminaram na reformulação total da revista Rock Brigade com redução drástica na tiragem e a troca de diversos colaboradores "das antigas", que também participavam diretamente de atividades envolvendo o Angra. Entre estes colaboradores, a banda perdeu seu assessor de imprensa, Antônio Carlos Monteiro (conhecido como ACM), que deixou a redação da Brigade e passou a escrever para a revista concorrente, Roadie Crew.

ACM foi o pivô de várias discussões sobre ética jornalística ao longo dos anos já que trabalhava com a banda, mas também era responsável pelas resenhas de CDs e shows do grupo nas páginas da Brigade.

Com sérios problemas financeiros, brigas internas e sem perspectivas de novos horizontes, o Angra encara a mesma crise vivida na época de Andre Matos & Cia. Tudo indica para a troca de seu empresariamento após mais de 15 anos de parceria entre Pirani e a banda. Especulações também dão conta que mais uma vez teremos uma troca de formação, possivelmente com a saída do baterista Aquiles Priester após declarações bastante polêmicas ao longo de 2007 e 2008.

Retorno

Em recentes entrevistas, Rafael Bittencourt e Kiko Loureiro afirmaram que o Angra estará de volta em 2009, com uma turnê que irá marcar o recomeço das atividades da banda.Kiko Loureiro disse que 2009 reserva um possível novo álbum de estúdio. lol!

Retirado de: http://pt.wikipedia.org/wiki/Angra_(banda)


Última edição por Samii_Kiske em Qua Fev 11 2009, 07:20, editado 1 vez(es)
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Qua Fev 11 2009, 07:19

É uma das melhores bandas (ou quiçá a melhor) banda de Metal Melódico do Brasil! Comentem sobre o que está rolando sobre ela, isto é o nome na justiça, entrevistas e etc!

Eu curto Angra desde 1 ano de idade (isso mesmo! a minha mãe já curtia o Angra desde o "Reaching Horizons" e eu era "obrigada" a ouvir, mas, segundo ela, eu gostava XD) e infelizmente não pude ir num show da época do Andre Matos (meu vocalista preferido do Brasil), mas fui em vários com o Edu Falaschito-quito-quito. O meu integrante favorito é o Kiko Loureiro pois, além de ser lindo de morrer, é talentoso! Tenho todas as coisas que posso do Angra, desde entrevistas em revistas até a fita demo e o vídeo vindo da França do "Holy Live" .

E vocês, o que possum do Angra? E de quem vcs gostam ou não e porquê?
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Eduardo em Qui Fev 12 2009, 16:54

eu prefiro nem comentar!!

___
avatar
Eduardo
Moderador

Mensagens : 546
Data de inscrição : 16/11/2007
Idade : 35
Localização : belém/pará

http://ouviropeso.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Cleyton Pereira em Sab Fev 14 2009, 08:03

num fala metal melódico não senão o Paulo vai dar um ataque...

é Power Melódico...uhaUauhauhAhuahuAHUHUAHUAUHAuhUHA


a cara...pra mim ela teve um bom início, mas num foi nooooooooooossa, a banda da minha vida...

mas num tenho nada contra não, tem músicas muito boas, ótimos músicas em todas as formações...dos melhores músicos do Brasil aliás...


mas num é algo que me prenda muita atenção ultimamente...

rsrsrsrs
avatar
Cleyton Pereira
Always

Mensagens : 1951
Data de inscrição : 31/05/2008
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Sab Fev 14 2009, 08:20

Ah, ultimamente não prende atenção nem dos fãs mais exaltados !XD
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Cleyton Pereira em Sab Fev 14 2009, 14:42

é ruim hein...

tem os xiitas ainda...

tem quem ache o AC bom...

rsrsrsrs
avatar
Cleyton Pereira
Always

Mensagens : 1951
Data de inscrição : 31/05/2008
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Sab Fev 14 2009, 19:54

eu já curti muito angra, hoje nem com andre nem com edu eu curto mais xD

meu tempo de power metal já passou. As unicas que ainda curto são edguy, helloween e blind guardian!

e eu só acho o termo "metal melódico" tosco demais. Soa como se os outros estilos de metal não tivessem melodia alguma. :P

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Sab Fev 14 2009, 19:56

mas o Angels Cry sem dúvidas é mt bom! hehehe

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Dom Fev 15 2009, 11:54

Eu prefiro o Fireworks. mas tipo, eu sempre conheci como Metal Melódico, mas enfim, odeio esse negócio de rotular nomes: prog/power/symphonic e todo esse blá blá blá ....hehehhe
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Cleyton Pereira em Dom Fev 15 2009, 22:04

não diria rotular...

os ritimos são diferentes, mas todos tem uma pegada forte a qual caracterizamos como Metal...
você diferencia Metal de Pop Rock facilmente...

e como nem todo metal é igual, pra mim essa divisão de gêneros chega até ser uma boa coisa...
esse negócio de rotular é num é bom e blá blá blá foi palhaçadinha que alguns músicos defendem,inclusive o Andre Matos, e que muita gente segue religiosamente... mas eu, sinceramente, não concordo...

quem acha um Death Metal parecido com Symphonic Metal???
fala sério né...
podem até haver elementos de um em outro estilo, mas que essa divisão chega a ser necessária, isso é...
avatar
Cleyton Pereira
Always

Mensagens : 1951
Data de inscrição : 31/05/2008
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Cleyton Pereira em Dom Fev 15 2009, 22:07

e sobre o Angra...

Andre Matos pra mim é um sensacional músico...mas prefiro que não cante, só produza...rsrsrsrs
admiro ele ter estudado, ter se qualificado e tals, ele saca pacas...mas nem por isso canta bem...rsrsrsrs


e o Falaschi...era pra ter ficado no Symbols mesmo...
apesar de Rebirth e Temple Of Shadows terem sido ótimos albuns...mas o vocal dele fica limitadíssimo...
avatar
Cleyton Pereira
Always

Mensagens : 1951
Data de inscrição : 31/05/2008
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Seg Fev 16 2009, 09:14

Então Cleyton:
É que tipo assim: eu mesma me confundo com esses "nomes" que foram dados entende? Por exemplo, uam vez eu estava na fila do show do Angra (like always) com um amigo e tinha dois meninos do meu lado discutindo se o Angra era Prog ou Power, aí meu amigo perdeu a cabeça e disse que Angra era Prog/ Power (mas na minha opinião é metal Melódico, por mais que as pessoas xiem). Mas pra mim, bandas como Angra, Children Of Bodon ou etc. vão ser sempre Heavy Metal e é complicado vc "decorar" que a banda Y é Prog pois tem um som um pouco diferente da banda X que é Power. Pra mim, dá no mesmo.

Em relação ao Angra, não entendi o seu ponto die vista:

Como assim o Matos produzindo? Tipo, que eu saiba , ele nunca produziu nenhuma música/ banda. Mas ele foi um dos primeiros cantores aí que se destacaram cantando fininho quase que nem o Edson Cordeiro hasuahushausauhauhsua.

E o Falaschi, concordo plenamente com vc! Na cena Metal tem tantos vocalistas bons (vide Leandro Caçoilo - Eterna, Renato Tribuzy, que por acaso tem o timbre muito parecido com o do Matos - Tribuzy, agora o Nando Fernandes que era do Hangar....Não entendi também a decisão do empresário/ banda de terem escolhido o Edu pra ser vocalista (será por que ele tem um carisma tão grande que as pessoas gostem do Angra pq o vocalista é "gente boa" e não pelo som??).
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Cleyton Pereira em Seg Fev 16 2009, 19:11

eu entendo...ele tem um estilo parecido com o do Andre...

mas o erro foi querer fazer com que ele cantasse como o Andre...

se ele mantive-se o estilo dele, como o Deris fez no Helloween, coooommm certeza soaria bem melhor aos meus ouvidos...não que ele seja ruim...


e de fato, o Andre nunca produziu ninguem...mas potencial pra isso ele tem sobrando, muito conhecimento também...

mas a voz dele é muito nasalada...num curto muito...

num rola...
hehe
avatar
Cleyton Pereira
Always

Mensagens : 1951
Data de inscrição : 31/05/2008
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Seg Fev 16 2009, 21:09

Samii_Kiske escreveu:Eu prefiro o Fireworks. mas tipo, eu sempre conheci como Metal Melódico, mas enfim, odeio esse negócio de rotular nomes: prog/power/symphonic e todo esse blá blá blá ....hehehhe

concordo, hehe, mas eu conheci o termo power metal antes! mas na época eu nem sabia o que era, kkkk

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Seg Fev 16 2009, 21:11

Cleyton Pereira escreveu:não diria rotular...

os ritimos são diferentes, mas todos tem uma pegada forte a qual caracterizamos como Metal...
você diferencia Metal de Pop Rock facilmente...

e como nem todo metal é igual, pra mim essa divisão de gêneros chega até ser uma boa coisa...
esse negócio de rotular é num é bom e blá blá blá foi palhaçadinha que alguns músicos defendem,inclusive o Andre Matos, e que muita gente segue religiosamente... mas eu, sinceramente, não concordo...

quem acha um Death Metal parecido com Symphonic Metal???
fala sério né...
podem até haver elementos de um em outro estilo, mas que essa divisão chega a ser necessária, isso é...

mas há estilos que são praticamente identicos e o pessoal teima em rotular... como metal melódico, power metal e speed metal. Qual é a GRANDE diferença entre eles? bem pouca
acho que rótulos demais enchem o saco
devem existir 9423498234 gêneros e sub-gêneros de metal, coisa sux isso.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Seg Fev 16 2009, 21:14

Por exemplo, uam vez eu estava na fila do show do Angra (like always) com um amigo e tinha dois meninos do meu lado discutindo se o Angra era Prog ou Power, aí meu amigo perdeu a cabeça e disse que Angra era Prog/ Power (mas na minha opinião é metal Melódico, por mais que as pessoas xiem).

é por isso que eu não gosto de rótulos, rsrs
mas pra mim angra é simplesmente power metal :P(sim, é diferente do blind guardian, diferente do gamma ray, mas ainda assim é power metal!)

Mas há uma ENORME diferença entre prog e power né... pelo amor de deus
rsrsrs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Ter Fev 17 2009, 11:50

Eu sei disso, mas eles cantam "fino" tem duas guitarras e tem bandas (vide o Temple Of Shadows e Speed do Fireworks) que tem umas quebradas de tempo a la Dream Theater (e essa mesma é Prog que eu saiba não??)
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Cleyton Pereira em Ter Fev 17 2009, 17:47

quebradas de tempos num quer dizer que seja prog. o próprio Motley Crue manda umas quebradas nas músicas deles...que de prog. num tem nada...ahuauhUHAhuaHUaHUaHUauHauhA


e o Temple Of Shadows foi o album com uma pegada bem progressiva mesmo, nisso posso concordar...as composições foram muito bem feitas, tempos perfeitos...

eh ah, cansei se falar sobre gêneros, rótulos, e etc...


cada um pensa da forma que quizer, mas que eles existem e são necessários, isso são...

fazer o que...
avatar
Cleyton Pereira
Always

Mensagens : 1951
Data de inscrição : 31/05/2008
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Ter Fev 17 2009, 20:44

Samii_Kiske escreveu:Eu sei disso, mas eles cantam "fino" tem duas guitarras e tem bandas (vide o Temple Of Shadows e Speed do Fireworks) que tem umas quebradas de tempo a la Dream Theater (e essa mesma é Prog que eu saiba não??)

tem muitas bandas que tem uma guitarra só e que o vocalista não canta fino e que é power metal :D

como por exemplo o Sinner, hehehe
nem todo vocalista de power metal canta fino, é só vc lembrar do hansi kürsch e do kai hansen!

e prog metal não é só tempo quebrado não...
tempo quebrado até o Helloween tem algumas músicas assim...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Ter Fev 17 2009, 20:46

Cleyton Pereira escreveu:quebradas de tempos num quer dizer que seja prog. o próprio Motley Crue manda umas quebradas nas músicas deles...que de prog. num tem nada...ahuauhUHAhuaHUaHUaHUauHauhA


e o Temple Of Shadows foi o album com uma pegada bem progressiva mesmo, nisso posso concordar...as composições foram muito bem feitas, tempos perfeitos...

eh ah, cansei se falar sobre gêneros, rótulos, e etc...


cada um pensa da forma que quizer, mas que eles existem e são necessários, isso são...

fazer o que...

alguns não são
metal melódico por exemplo acho totalmente desnecessário
hehehe

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Qua Fev 18 2009, 07:39

Ah, isso é um assunto tão chato...=/
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Qua Fev 18 2009, 08:58

é
tão chato quanto esses milhares de RÓTULOS(não chamo nem de ESTILOS MUSICAIS, pq o estilo musical é METAL, os sub-gêneros do mesmo são apenas rótulos)

auehasuehause

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Qua Fev 18 2009, 12:43

É fogo isso viu...vamos voltar ao que interessa....o que vcs axam , por exemplo das composições do Rafael Bittencourt???

Eu preferiria qndo ele compunha com o Andre Matos..era uma dupla e tanto...
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Convidad em Qui Fev 19 2009, 22:03

[2]...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Samii_Kiske em Sex Fev 20 2009, 07:40

Mas por, exemplo, eu não gosto das composições do Falaschito-chito-chito

Vide Nova Era e Wishing Well
avatar
Samii_Kiske
Somebody Somewhere

Mensagens : 1370
Data de inscrição : 11/01/2009
Idade : 27
Localização : São Paulo

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=541492287442063766

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Angra

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum