Michael Kiske Brasil :: O Site Brasileiro!
Conecte-se para visualizar o site livre de propagandas , ter acesso à todas as áreas do fórum e participar do Fã Clube Brasileiro de Michael Kiske.




entrevista com MARCO MARX

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

entrevista com MARCO MARX

Mensagem por Eduardo em Qui Jan 24 2008, 13:38

Shocked

É MUITO BOM OUVIR UM MÚSICO BRASILEIRO,FAZENDO VERSÕES DE ALGUMAS MÚSICAS QUE SÃO CLÁSSICOS.FALE-NOS COMO COMEÇOU SUA TRAJETORIA NA MÚSICA?

Bom... eu sempre fui muito ligado a música. Em casa sempre tivemos um violão e eu sempre mostrei interesse em aprender a tocar. A minha adolescência inteira foi tomada por música. Eu respirava, conversava, dormia e acordava música. Sempre tive amigos com esse gosto comum por rock e guitarra. Apesar de só conseguir uma guitarra aos 17 anos.
Nós estávamos sempre discutindo sobre música e sobre montar uma banda que nunca passou de ensaios e show de garagem para amigos. A falta de equipamento sempre foi um empecilho pra mim.
Apesar do amor pelo rock pesado de guitarras e solos o violão sempre foi o instrumento com o qual eu me sentia mais avontade, e com o qual eu me identifico mais.
Eu fiz 1 ano de aulas de guitarra entre 1998 e 1999. Que poderiam ter sido mais produtivos se não fosse a inexperiência da escola. O que me fez abandonar a mesma um ano depois.
O piano é um instrumento pelo qual eu venho me interessando bastante nos últimos anos. Com toda certeza o mais completo dos instrumentos. Eu apenas “arranho” um pouco de piano o que foi suficiente para utiliza-lo em algumas das gravações que fiz. Por conseqüência as orquestrações feitas no teclado, outra coisa que me agrada muito na música em geral.
Eu compus algumas músicas instrumentais que eu considero mais testes que eu costumava fazer para mexer nos programas de gravação.
A maior parte delas ficou apenas na idéia. Outras eu terminei mas a qualidade do som sempre ficou a desejar e isso não me animava a terminar outras que eu começava.
Foi quando surgiu a idéia de registrar essas músicas que eu gostava e tocava no violão. Começou como uma brincadeira, pela minha péssima memória, eu comecei a gravar as músicas que eu sabia tocar antes que eu as esquecesse (o que acontece muito!).
E foi como uma bola de neve.

VOCE TEM UMA EXCELENTE VOZ,TEM ALGUM VOCALISTA QUE TE INFLUENCIOU A CANTAR?

Obrigado pelo “excelente voz” rs. Eu acho que poderia fazer algumas aulas de canto para acertar algumas coisas. Eu sempre gostei de uma grande variedade de vozes entre elas posso citar; Bruce Dickinson - Iron Maiden, , Michael Kiske - Helloween, Eric Martin - Mr.Big, James LaBrie - Dream Theater, André Mattos – Viper-Angra, Morten Harket – a-ha, David Coverdale – Whitesnake, Sammy Hagar – Van Halen, Dave Mustaine - Megadeth (esse pela agressividade) Ozzy Osbourne e Nat King Cole rs. São muitos ...

ENQUANTO AO PROCESSO DE PRODUÇÃO DESSAS MÚSICAS,VOCE FEZ TUDO SOZINHO?
Sim. Eu gravei todos os intrumentos e vozes contidas nelas. Eu tenho um gosto muito grande por gravação e produção. Eu canto, toco violão, guitarra, um pouco de piano, e teclado (para as orquestrações).
Eu sempre criei maneiras de gravar em casa. Antes do computador eu utilizava um aparelho de som com Double Deck para fazer algumas gambiarras.
Eu gravava uma base de violão na fita K7 do Deck A. Ao terminar de gravar eu voltava a fita e a colocava para tocar no Deck B e uma nova no Deck A. Soltava as duas e gravava a voz sobre a base de violão que estava tocando no deck B. E ficava tudo registrado no Deck A.
Gravei assim uma música intrumental que eu criei na época com bateria, baixo (Simulados no teclado) e guitarra tocada por mim, chamada “Speed” que funcionou bem.
Quando o computador apareceu eu gravei essa música da fita K7 para o computador por meio do gravador de som do Windows. Ainda existiam alguns impecilios como cortes de 1 em 1 minuto prá imendar a gravação já que o gravador do Windows só registrava 1 minuto de gravação.
Isso só foi resolvido tempos depois com programas melhores que gravam em pistas que permitem colocar efeitos e equalizar o som.
O impecilio agora é a captação de som (microfone). Eu uso apenas um microfone comum de computador. O que prejudica bastante a qualidade do áudio. E cria muito ruídos extras. Sem contar o computador antigo e a falta de uma placa de som apropriada para esse fim.

COMENTE ALGO SOBRE MICHAEL KISKE,COMO SURGIU A IDEIA DE CANTAR ALGUMAS MÚSICAS DELE E DO PLACE VENDOME?

Eu escutei a voz dele pela primeira vez em 1993, com o CD “Keeper of the seven keys” e fiquei impressionado com o alcance da voz dele. Era empolgante escutar ele cantar. Ele é o tipo de vocalista que coloca o ouvinte prá cima. O tipo de interpretação que te anima quando você não está legal.
Foi uma grata surpresa para mim sentir essa sensassão na sua interpretação das músicas do Place Vendome. Toda aquela energia e vitalidade que me motivou a gravar a versão para “Too Late” e conseqüentemente “Magic Carpet Ride”. Após conhecer todos os cd’s do Helloween que ele participou, o que mostrou maior maturidade na minha opinião foi justamente o último, “Chameleon”.
Da sua carreira solo eu não tive acesso por muito tempo. Não soube de seus lançamentos. O que veio acontecer apenas com a Internet. Mas gosto muito do estilo das suas composições.
Seu ultimo cd “Kiske” segue uma linha que se aproxima muito do meu gosto musical atual. E isso me levou a gravar uma versão da música “Painted”, minha favorita neste álbum.

VOCE TEM ALGUMA INFORMAÇÃO SE MICHAEL KISKE CHEGOU A OUVIR A VERSÃO QUE VOCE FEZ PARA PAINTED?
Não... Eu tenho contato com alguns dos membros do fã clube internacional dele e num sorteio ganhei uma caricatura dele autografada que guardo com muito carinho. Mas não tive nenhuma noticia a esse respeito. Se alguém souber me conte... risos
Eu recebi um e-mail do Eric Martin vocalista do Mr. Big pedindo que eu enviasse prá ele a gravação que eu fiz da música “Take cover”, que eu havia anunciado no Fórum do site dele. E ele depois que escutou me escreveu mais uma vez parabenizando e dizendo que gostou e achou a introdução que eu fiz e estava melhor que a original rs. Mas acho que foi gentileza dele. Ele foi muito simpático.

MUITAS PESSOAS CHEGAM PRA MIM E PERGUNTAM SE É VOCE MESMO CANTANDO,ISSO DEVE SOAR ESTRANHO PRA VOCE!!!.ALGUEM JÁ QUESTIONOU ALGUMA VEZ ISSO COM VOCE?
Sou eu mesmo que canto. rs Mas na verdade eu não fico muito satisfeito. Sou muito perfeccionista e canso de escutar os erros em cada uma delas. Sei que preciso melhorar bastante.

O QUE VOCE ACHOU DO RESULTADO FINAL DE ALGUMAS MÚSICAS? TEVE ALGUMA QUE FICOU DE FORA?

No geral elas soam como é possivel gravar e não como eu gostaria que ficassem. Isso tudo devido a falta de equipamentos e algumas vezes por falha do músico também.rs
Mas eu me esforço para alcançar um mínimo do que eu imaginei para a gravação.
Eu gosto de como soaram os teclados no início da “Too late” gosto também da introdução da “Take cover”. Uma das que recebi mais elogios foi a música “Los Angeles” do Morten Harket, acho que estou cantando razoalvemente bem nesta música, que não por menos foi uma das mais trabalhosas. Gosto da variedade de vozes da “Painted” e dos efeitos sonoros e do resultado final da “Crying in the rain” e da “Black Balloon”, claro que sempre tendo em mente as limitações já citadas.

O QUE VOCE TEM ESCUTADO ULTIMAMENTE?
Com o advento do MP3 hoje eu sou uma pessoa mais eclética. Como o violão sempre foi o meu instrumento, a minha tendência é sempre procurar artistas que sigam esta linha musical. Gosto muito de trilhas sonoras de filmes, orquestras e música clássica também.
Eu acredito que música boa não tem idade e por isso não me prendo a novidades ou modismos porque eu acho que a industria musical no mundo todo está vivendo uma fase muito ruim, com pouquíssimas exceções.
Eu tenho escutado artistas solo e bandas, tanto homens quanto mulheres, posso citar;
Morten Harket, Zakk Wylde, Eric Martin, Melissa Etheridge, Tori Amos, David Coverdale, Black Label Society, Sixpence None the richer, Michael Kiske, Richie Kotzen, Goo Goo Dolls, Matchbox 20, Soul Asylum, a-ha, Place Vendome, Leigh Nash, Nat King Cole, Ella Fitzgerald, Dees’ree, Louis Armstrong e muitos outros...
E todos os meus artistas favoritos da adolescência; Megadeth, Ozzy Osbourne, Iron Maiden, Dream Theater, Mr. Big, Alice Cooper, Van Halen, Helloween, Rush, Whitesnake, Viper, Carcass, Kiss.

AGORA O QUE PODEMOS ESPERAR DE VOCE? TEM ALGUM PROJETO OU BANDA EM MENTE?
Em mente eu sempre tive. Mas isso não basta para fazer as coisas acontecerem. Eu gostaria muito de fazer um CD Solo. Com composições minhas, mas não posso dizer que está tudo encaminhado.
Espero aparecer com algo mais concreto o que não é o caso ainda. Se as coisas derem certo um dia esse cd sai. rs


MUITO OBRIGADO,O ESPAÇO É TODO SEU...
Então aproveito esse espaço para agradecer a você Edu pelo carinho em criar está comunidade e a atenção dada as minhas gravações. E deixo aqui meu agradecimento as pessoas que tem procurado está comunidade para conhecer as minhas gravações (ainda que caseiras) feitas em homenagem aos meus artistas favoritos.
Espero um dia poder gravar um álbum e conto com vocês pra me dar uma força! Rs

Um Abração a todos e venham me visitar na minha página do myspace. www.myspace.com/marcomarx33

Marco Marx

___
avatar
Eduardo
Moderador

Mensagens : 546
Data de inscrição : 16/11/2007
Idade : 35
Localização : belém/pará

http://ouviropeso.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum